28 novembro 2010

I Do Know Who To Trust

2003

Alguém: "Como você pegou o ICQ dela?"
Eu: "Perguntando!? Quando você tava conversando com os outros, eu tava conversando com ela."
Alguém: "Não imaginava que você fosse capaz de fazer isso."

É... nem eu.


2k10

Voltarei a escrever lembranças passadas e recentes(!?) no início dos meus posts. É algo do blog antigo que eu gostava muito.
Só estou escrevendo para não deixar o blog as moscas.
Se bem que nem as moscas visitam... poderiam dar uma moral.
Enfim.

Essa coisa de confiança.
Você conhece uma pessoa. ("Oi!")
Conversa. ("Tem MSN/Orkut/Facebook/Twitter/Skoob/Filmow/Last.fm?")
Sai. ("Partiu fazer programa de paulista? Vamos assistir filme com roteiro ruim em 3D? ... Hey! Não tenho seu telefone, me passa aí!")
Envolve. ("Seu viado! Vai tomar no cu!") Amizade Homem x Homem
("Acho que tô gostando de você...") Amizade Homem x Mulher
("Você é meu melhor amigo!") Amizade Mulher x Homem, também conhecida como Amizade "Nunca vou ficar com você"
("Amiiiiiiiiiiiiga! Você tá linda com esse cabelo revoltado, com as unhas pra fazer e essa olheira te dá um charme!) Preciso dizer qual é?

E nesse ponto a amizade tá forte. Nesse ponto não há coleguismo. Nesse ponto você passa a contar e ouvir(meu caso) todos os babados e segredos. Não há mais fofoca, há compartilhamento de informações.
(aham...)
A tal da confiança já foi instalada.
Existem pessoas que passam a confiar aos poucos. De zero a cem. Não partilham muita coisa, são pé atrás no início, não dão muita condição, é um papo bem trivial... Mas depois, conta até que comeu a filha do vizinho. Ela era menor.
Outras são justamente o contrário. De cem a zero. Mais ouvintes, prestam atenção nas ações, partilham no início, o assunto é menos trivial... Mas se ocorre um vacilo, a amizade não é mais como antes. Mas também... Quem mandou espalhar que sua amiga deu para um homem mais velho?

Lógico que as pessoas não se definem nessas duas características somente. Comento só com as quais convivo diariamente.
Não sei como age uma pessoa que não confia em ninguém. Deve ser muito sozinha.
É muito fácil perder confiança. É muito difícil saber perdoar. Quem perdoa esquece?
Até que ponto podemos nos abrir com as pessoas? Até que ponto vale a pena falar a verdade?
São questões que não sabemos responder. Porque seu(ua) amigo(a)/namorado(a)/marido(esposa) de hoje podem não ser mais os(as) de amanhã.
Quais eram seus melhores amigos sete anos atrás? São os mesmos de hoje?
Parabéns!
Os meus são.

A maior dificuldade de qualquer relação, seja ela qual for... é manter.
Se consegue fazer isso com certa facilidade, posso até te aceitar para meu círculo de amigos.
Tem MSN?
=]

"Não Vamos Brigar Por Migalhas Nem Por Meninas
Porque Vagina Também Tem Várias Em Qualquer Esquina"
(Gabriel O Pensador - Tô Contigo E Não Abro)

Ah sim... E a tal garota do ICQ citada no início do post?
Nem lembro mais o nome.
Homens.........

5 comentários:

Johann Gottlieb Goldberg disse...

não sou mosca, mas dou uma força. :P

vou dizer, essa coisa toda de pessoas e relacionamentos é muito complicada... eu já desisti de entender faz tempo. queima muito os neurônios. às vezes mais do que derivadas e integrais... e elas já destróem o suficiente.

é mais fácil pensar em magic. :P


Does it reflect the future that once was or the past that can never be?

p.s.: essa id tá zoada. ainda vou consertar, mas tô com preguiça agora.

d disse...

pronto, consertado (o outro comentário sou eu também, haha)

Gi disse...

Quem diria que iria render um post..
A verdade é que se você ficar pensando que esses amigos/namorados/maridos/etc não estarão mais aqui amanhã, já não é um sinal de que não confia?
E a intensidade das coisas varia muito. Será que o cara ligava mesmo pro fato de ter comido uma mais nova? Tem gente que esperneia só de ouvir falar em sexo. É bem relativo.
E queria poder (ou não) me classificar em um desses dois parâmetros. A verdade é que não depende só do falante, mas do ouvinte também ;)
Já fui "um livro aberto", como disse minha mãe. Me fudi.
Já fui super fechada, dando patada em quem chegava perto. Me fudi igual.
O foda é saber também medir o QUANTO doar.
Parabéns pelos seus amigos
Os meus não são de 7 anos atrás.
Não mantenho, ou não mantinha. Não se passaram ainda 7 anos pra saber.

E um p.s.- não existe pessoa no mundo que saiba inteiramente de você, nem você mesmo. Sempre haverão segredos, inclusive os seus para si mesmo. Pra mim, é um fardo e uma perda (caso não dure 7 anos) muito grande depositar tudo em uma pessoa só.

E continuo adorando o jeito que você escreve. Surpreendida pela história paralela. Adoro! =)

Lean disse...

Bom leke... só posso responder por mim. Confiar pra mim é algo difícil( sou do tipo de 0 a 100), mas quando confio, aí é pra vida toda, ou até a pessoa vacilar feio sabe. Quando isso acontece fica um clima meio estranho.. é muito ruim sabe e mesmo depois de perdoar e dizer que está tudo okay, nada volta a ser como antes. Isto deve acontecer com todo mundo, acho que é inerente ao ser humano. Mas se você me perguntar o que seria melhor eu te direi sem pestanejar:"É melhor sofrer 1000 desilusões e ter 1 amigo verdadeiro do que nunca ter confiado em alguém". Hoje sou feliz porque tenho pessoas nas quais confio ao meu lado.

Ahh, mais alguns meses e meus amigos de hj serão os mesmos de 2004 kkkkkkk tamu junto e misturado leke.

Thuthu disse...

Ahá, to aqui como prometi. ^^

E sobre o texto, não vou falar muito pq pela minha bagagem do assunto eu vou ficar a noite toda digitando.
Só digo q eu sou um dos q talvez não confia em quase ninguem. Em ninguem é impossível, talvez tenha alguem q eu ainda confie...mas é difícil quando todos aqueles q um dia vc confiou te trairam...